22 abril, 2009

Trecho

[...] Houve um dia em que a Mulher quis ir embora. Mas a noite se aprofundou, a rua ficou deserta: tudo tão suspenso. Quando amanheceu, ir embora era ainda um jeito de ficar. [...]

Um comentário:

  1. Ah, os pequenos grandes devaneios... adoro! :)

    Beijão, Fabi!

    ResponderExcluir